Fortaleza Espiritual

Quereis fortaleza? Não vos esquiveis à tempestade.

Muita gente pretende robustecer-se ao preço de rogativas para evitar o serviço àspero. Chegada a preciosa oportunidade de testemunhar a fé, internam-se os crentes, de maneira geral, pelos caminhos largos da fuga, acreditando-se em segurança. Entretanto, mais dia menos dia, surge a ocasião dolorosa em que abrem falência de si mesmos.

Julgam-se então perseguidos e abandonados.

Semelhantes impressões, todavia, nascem da ausência de preparo interno.

Esquecem-se os imprevidentes de que a tempestade possui certas funções regeneradoras e educativas que é imprescindível não menosprezar.

A tribulação é a tormenta das almas, ninguém deveria olvidar-lhes os benefícios.

Quando a verdade brilhar, no caminho das criaturas, ver-se-á que obstáculos e sofrimentos não representam espantalho para os homens, mas sim quadros preciosos de lições sublimes que os aprendizes sinceros nunca podem esquecer.

Que seria da criança sem a experiência? que será do espírito sem a necessidade?

Aflições, dificuldades e lutas são forças que compelem à dilatação de poder, ao alargamento do caminho.

É necessário que o homem, apesar das rajadas aparentemente destruidoras do destino, se conserve de pé, desassombradamente, marchando, firme, ao encontro dos sagrados objetivos da vida. Nova luz lhe felicitará, então, a esfera íntima, conduzindo-o desde a Terra, à gloriosaa ressureição no plano espiritual.

Escutemos as palavras de Paulo de Tarso e vivamo-las!

Ai daqueles que se deitarem sob a tempestada!

Os detritos projetados do monte pelas correntes do aguaceiro poderão sufocá-los, arrastando-os para o fundo do abismo.

Emmanuel

Psicografia Francisco Cândido Xavier

 

Para que seu Espírito se Fortaleça

Auxilie sempre,

Ajude sem pedir compreensão,

Ame sem indagar se lhe retribuem amor,

Nada tema,

Viva sempre alegre,

Trabalhe sem cessar,

Coopere em todas as empresas que reclamam seu concurso,

Humilhe-se para que a verdade o exalte,

Faça da sinceridade o seu escudo,

Seja otimista diante do infortunio,

Ouça  a voz de seus mentores que tangem as fibras mais intímas de seus sentimentos,

Ensine aos que necessitem de luz,

Purifique suas imperfeições,

Sofra com paciência os revezes da vida,

Não se esqueça de que o bem e o mal nos rodeiam segundo as nossas necessidades evolutivas.

Tenha sempre por escopo a fé inabálavel  na providência divina, Deus sabe tudo de que necessitamos não havendo efeito sem causa, tudo que nos envolve se subordina a um critério de Ordem Superior.

Autor Desconhecido

Reencarnação

O Evangelho de Jesus se sustenta na certeza da reencarnação. Como entender ser possível o que Jesus dizia, que nenhuma das ovelhas dele se perderá, ser preferível entrarmos na vida sem o olho ou sem o braço do que eles nos conduzirem ao fogo do inferno? Como compeender as parábolas, as bem-aventuranças, as assertivas de Jesus nos convocando ao bem e a vencer nossas imperfeições a ponto de nos dizer que devemos ser perfeitos como o é nosso Pai Celestial? Como fazer valer a sublime lei do amor num mundo tão pleno de maldades?

Só por meio da reencarnação nos sentimos livres para edificar nosso próprio futuro, como nos assevera o espiritismo.

Com ela, a esperança e a  fé se renovam, incessantemente, apesar das dores e das dificuldades de que ainda necessitamos.

Nos fazendo crêr que colhemos o que plantamos. Cada um volta à Terra com as sequelas provocadas por si mesmo em vidas anteriores. Deus não tem nada a ver com as trágedias alheias.

Cada um é responsável pelo próprio Céu ou inferno. O ontem fala mais alto do que podemos admitir ao tempo que chamamos hoje.

“A força do espiritismo está na sua filosofia”, ensina-nos Kardec, eis que ela se sustenta na justiça da reencarnação.

“Necessário vos é nascer de novo”? Sim para encontrarmos o Reino de Deus, o reino dos valores morais superiores, importa-nos voltar a carne tantas vezes quanto necessárias ao aprimoramento íntegral. Não na ressureição da carne, mas ressurgindo na carne, como viajores da eternidade em busca incessante de sabedoria, que é o determinismo do progresso garantido pelas vidas sucessivas.

È confortador saber que somos os construtores da nossa felicidade. Essa conquista depende só de nós mesmos com o amparo de nosso Mestre Jesus.

 

Luzia Alcântara

Perante Jesus

A compreensão do serviço do Cristo, entre as criaturas humanas, alcançará mais tarde a precisa amplitude, para a glorificação daquele que nos segue de perto, desde o primeiro dia, esclarecendo-nos o caminho com a divina luz.

Se cada homem culto indagasse de si mesmo, quanto ao fundamento essencial de suas atividades na Terra, encontraria sempre, no santuário interior, vastos horizontes para ilações de valor infinito.

Para quem trabalhou no século?

A quem ofereceu o fruto dos labores de cada dia?

Não desejamos menoscabar a posiçao respeitável das pátrias, das organi\ações, da familia e da personalidade; todavia não podemos desconhecer-lhes a expressão de relatividade no tempo. No transcurso dos anos, as fronteiras se modificam, as leis evolucionam, o grupo doméstico se renova e o homem se eleva para destinos sempre mais altos.

Tudo o que representa esforço da criatura foi realização de si mesma, no quadro de trabalhos permanentes do Cristo. O que temos efetuado nos séculos constitui benefício ou ofensa a nós mesmos, na obra que pertence ao Senhor e não a nós outros.  Legisladores e governados  passam no tempo, com a bagagem que lhes é própria, e Jesus permanece a fim de ajuizar da vantagem ou desvantagem da colaboração de cada um no serviço divino da evolução e do aprimoramento.

Administração e obediência, responsabilidades de traçar e seguir são apenas subdivisões da mordomia conferida pelo Senhor aos tutelados.

O trabalho digno é a oportunidade santa. Dentro dos círculos do serviço, a atitude assumida pelo homem honrar-lhe-á ou desonrar-lhe-á a personalidade eterna, perante Jesus-Cristo.

Emmanuel

Psicografia – Francisco Cândido Xavier

 

Cura Espiritual

Comece orando. A prece é luz na sombra em que a doença se instala.

Semeie alegria. A esperança é medicamento no coração.

Fuja da impaciência. toda irritação é desastre magnetico de consequências imprevísiveis.

Guarde confiança. A dúvida deixa raios de morte.

Não critique. A censura é choque nos agente de afinidade.

Conserve brandura. A palavra agressiva prende o trabalho na estaca zero.

Não se escandalize. O corpo de quem sofre é objeto sagrado.

Ajude espontaneamente para o bem. Simpatia é cooperação.

Não cultive desafetos. Aversão é calamidade vibratória.

Interprete o doente qual se fosse você mesmo. Toda cura espiritual lança raizes sobre a força do amor.

André Luiz